DO QUE SE TRATA?

Uma vez Dani, minha filha, falou que fui mais avó do que mãe. Verdade. Nasci avó. Claro que dava duras nos meus filhos, que era brava quando necessário, porém nunca gostei dessa tarefa materna. Gosto mesmo é de brincar, mimar, paparicar, fazer as vontades das crianças. Também da maioria dos adultos.

Meus sobrinhos de DNA começaram a nascer quando meus filhos já estavam grandinhos. Foi maravilhoso, porque pude curtir e mimar à vontade, sem preocupação de dar exemplos errados em casa. As três primeiras, Zu, Zi e Drica, fizeram o que quiseram. De comer biscoito antes do almoço a me dar bronca.

Quando o primeiro sobrinhO, Marcos, nasceu, ouvi de minha amiga Sílvia que eu já estava na idade de ter neto, e não sobrinho. Eu sabia, mas o que fazer se meus filhos não estavam nada animados a ter filhos? A resposta evidente: aproveitar o sobrinho ao máximo. Foi o que fiz.

20180226_174852.jpgE, depois do Marcos, chegaram Ripilica e Fefê, completando meu quadro maravilhoso de sobrinhos de DNA.

Curti de montão cada um deles. Fiz todas as vontades que consegui. Faço até hoje. Mas… cadê o meu netinho????? Eu sempre quis ser avó!

Interessante, uma das transformações mais importantes da vida e não temos qualquer poder de decisão quanto ao momento em que vai acontecer. Claro, em tudo neste mundo nosso poder de decisão é muito relativo, porém tem o momento em que decido que quero ser mãe, e vou tentar ter um filho. Ou, então, quero mudar de profissão e vou fazer mais um curso. Ou, quem sabe, quero desenvolver novo hobby e vou comprar material, ou ler sobre o assunto. Quando se trata da chegada de netos estamos completamente à mercê da vontade alheia, por mais importante que seja essa nova fase na nossa vida!

E, há uma semana, a notícia sobre a qual não tenho qualquer controle chegou! É, bebê a caminho! Ainda estou meio atônita. Ontem, recebendo abraços de minhas amigas que já têm netinhos, senti a empolgação de que tanto falam. Sim, vai ser um aprendizado. Concluí, há muito tempo, que tudo que vale a pena envolve aprendizado.

Se você quiser me acompanhar, pretendo contar aqui as aventuras da Vovozinha. Gostarei muito de sua companhia.

 

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s